Anis Estrelado - Zip Pouch - 15g

Anis Estrelado - Zip Pouch - 15g

Anis Estrelado

(Illicium verum)

 

Onde surgiu?

É uma planta originária da China e do Vietnã. Cultivada no sul da China e na região da Indochina. Consta que foi levado para a Europa por um navegador inglês, no final do século XVI. No Brasil foi introduzida pelos colonizadores.

 

Quais as características?

Uma árvore de folhas perenes (até 18 m ou 60 pés), com solitárias, amarelas, flores tipo magnólia. Nos primeiros seis anos de vida não dá frutos, mas pode continuar a produzi-los durante um século. Às suas flores amarelas seguem-se os frutos castanhos, que se abrem quando maduros na forma de estrela. Cada ponta da estrela contém uma reluzente semente castanha, que é menos aromática do que a vagem. Os frutos são colhidos e secos antes de amadurecerem. Têm sabor acentuado, bastante similar ao do anis ou erva-doce comum, apenas um pouco mais amargas e pungentes. Ambas contêm o mesmo óleo essencial, o anetol, que provoca efeitos tóxicos no sistema nervoso se tomado em grandes quantidades e em doses elevadas. 

Esta especiaria se mantém fresca indefinidamente se for guardada em recipiente fechado hermeticamente e protegido da luz.

 

Qual é seu uso culinário?

Seu óleo é utilizado para aromatizar licores como o anis e o anisete (assim como a erva-doce). Vai muito bem com carne de porco, pato ou galinha, vegetais variados, pratos de peixe e mariscos. Na cozinha vietnamita é cozido em caldos e no pho (sopa de macarrão e carne). Na Índia, o anis-estrelado é comumente usado para substituir o anis por ser mais barato. É o tempero mais importante da cozinha chinesa e tradições de culinária associadas a Ásia e é amplamente utilizada em curry e chutneys. É um ingrediente essencial das principais misturas de especiarias chinesas, incluindo "pó de cinco especiarias". No Brasil não ganhou importância condimentar, mas decorativa, nos pratos de carne e na doçaria da alta gastronomia.

 

História/Curiosidades?

Tradicionalmente, os japoneses queimavam o anis estrelado para aromatizar os ambientes, como incenso. Apesar de se produzir na maioria dos organismos autótrofos, o anis estrelado é a fonte industrial do ácido xiquímico, o ingrediente primario que se usa para criar o medicamento antigripal Tamiflu. A falta de anis estrelado foi uma das razões dominantes pela escassez de Tamiflu. O ácido xiquímico é extraído das sementes em um processo de fabricação de dez etapas que leva um ano. 

  • Modelo: EP0051106
  • Disponibilidade: Em estoque
  • R$ 2,50