Canela em Rama 6cm - Zip Pouch - 20g

Canela em Rama 6cm - Zip Pouch - 20g

Canela em Rama

(cinnamomum aromaticum)

 

Onde surgiu?

Embora estreitamente relacionada com a canela, a cássia é originária da Birmânia. Já era usada na CHina em 2500a.C. e chegou à Europa pela velha rota das especiarias do Oriente.

 

Quais as características?

É uma árvore que cresce até 10-15 metros de altura, com folhas de filotaxia do tipo alterna a sub-oposta ou oposta, coreáceas, de coloração avermelhada quando juvenis, oblongas a lanceoladas, com cerca de 10-15 centímetros de comprimento, com uma longa ponta acuminada. A casca é acinzentada externamente, castanha no interior. A casca dos ramos juvenis e as folhas são ricas em compostos aromáticos, com o típico odor da canela.As flores são brancas e pequenas. Os frutos são pequenos, carnudos, com cerca de 1 centímetro de comprimento, de coloração arroxeada quando maduros.

Os nomes "canela" e "cássia" causam confusão considerável, pois ambos são frequentemente usados sem distinção. A canela e a canela-cássia fornecem produtos com sabor mais ou menos parecidos. Em muitos países elas são confundidas e tratadas como se fossem a mesma coisa; em outros, como a Inglaterra por exemplo, a lei determina que apenas a canela-verdadeira pode ser assim denominada.

Embora existam fortes variações em função da procedência da amostra, estima-se que C. cassia contenha entre 0,7 e 12,2 g de cumarina por kg de casca pulverizada, o que assume particular relevância dadas as propiedades de hepatotoxicidade e de anticoagulante da cumarina. 

Qual é seu uso culinário?

O sabor da canela é mais delicado que o da canela-cássia, não é tão picante, sendo também a variedade mais cara. É a melhor para ser usada em pratos doces e bolos. A canela-cássia arde na língua e é mais  adequada às carnes condimentadas, pilaus e curries. As árvores também são diferentes: na canela-cássia, folhas botões e mesmo raízes têm sabor semelhante ao da casca dos galhos, o que não ocorre na canela-verdadeira. 

O uso da canela ou canela-cássia em pratos de carne não é muito propagado na culinária europeia ou norte-americana, porém se faz presente em países árabes, em cozidos de carneiro, por exemplo.

A cássia é geralmente utilizada em pratos salgados, enquanto a canela é preferivelmente utilizada em doces. 

Vai bem com picles, relishes, molhos de tomate e carnes recheadas.

 

História/Curiosidades?

 A canela é uma das especiarias mais antigas. É mencionada na Biblía em Êxodo 30:23, quando Moisés ordenou o uso da canela doce/salgada (em hebraico קִנָּמוֹן qinnāmôn) e cássia, e nos Provébios 7:17-18, quando o leito nupcial é perfumado com mirra, aloe vera e canela. Também se encontra mencionada por Heródoto e outros escritores clássicos. Essa especiaria era o motivo de inúmeras embarcações seguirem rumo ao Oriente. A canela, juntamente com outras especiarias, como o cravo, a pimenta-do-reino e a noz-moscada, era bastante utilizada como moeda de troca para pagar serviços, impostos, dívidas, acordos, obrigações religiosas e servia até mesmo como dotes, heranças, reservas de capital e divisas de um reino. 

 Pode ser considerada uma das especiarias mais importantes no período das grandes navegações, chegando um quilograma a valer dez gramas de ouro. Considerada símbolo da sabedoria, a canela foi usada na Antiguidade pelos gregos, romanos e hebreus para aromatizar o vinho e com fins religiosos na Índia e na China.


  • Modelo: EP0101103
  • Disponibilidade: Em estoque
  • R$ 4,00